Editoria: Estácio em foco

28 10 2009
Bonecos alegram os campi

Seja com a máquina digital ou com a câmera do celular, eles não escapam dos flashes dos curiosos. As estátuas espalhadas pelos diversos campi da Estácio fazem o maior sucesso entre calouros e vestibulandos durante todo o curso. Quem chega ao campus Tom Jobim pode encontrar sete estátuas espalhadas pela universidade. Alguns alunos mais distraídos conseguem até mesmo parar para conversar ou mesmo pedir informações para alguns deles. A estudante Rafaela Marins conheceu uma dessas pessoas.

– Minha amiga chegou a ficar brava porque o segurança da entrada não queria lhe dar uma informação. Só depois de tocá-lo ela percebeu a gafe – diverte-se a aluna, que já tirou fotos com duas das estátuas: o burro e a boneca.

Crédito: Arquivo pessoal

Luana (E), Flávia e Bárbara se divertem ao lado da estátua do segurança no campus Tom Jobim

Fã das estátuas, a aluna Luana Xavier tem o book completo. Atualmente com uma foto da estátua do segurança em seu álbum no site de relacionamento Orkut, a aluna acha a idéia diferente.

– Eu adoro. Eles são como uma marca do campus. Tirei fotos com todos e agora vou fazer uma montagem para colocar no meu Orkut.

O sucesso é tanto que a aluna Bárbara Leal pretende levar a boneca gordinha, que fica no segundo andar do campus, para a festa de formatura.

– Ela é muito simpática! E faz parte da nossa história, acompanha tudo desde o início. O pessoal desabafa, conversa, abraça, põe o cigarro na boca. Um dia um aluno conseguiu – não sei como – por a coitada no elevador e ela ficou lá subindo e descendo um tempão. Acho que ela é querida por todos os alunos. Levá-la para a formatura seria uma boa homenagem – garante a aluna.

Os bonecos, presentes também nos campi Barra World, Presidente Vargas, Vargem Pequena, Akxe e Arcos da Lapa, realmente fazem a alegria dos alunos. Todo esse amor também pode ser percebido quando as estátuas são levadas para restauração. No campus Terra Encantada, os estudantes fizeram até cartazes de procura-se para a estátua da boneca do orelhão na entrada do campus.

A coordenadora de arte da Estácio, Solange Oliveira, explica que os bonecos precisam de reparos constantes.

– Os alunos adoram as estátuas e esse amor é tanto que algumas vezes eles acabam exagerando nas brincadeiras, danificando-as. Mas a boneca do Terra Encantada já está de volta – garante a diretora.

¤ Esta matéria foi publicada no Jornal da Estácio em julho de 2007. Texto de Fernanda Mourão.
Anúncios

Acções

Informação

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: