Editoria: Mercado de Trabalho

27 10 2009
DEDICAÇÃO facilita a busca pelo sucesso profissional

Com o mercado cada vez mais exigente, ter apenas curso de graduação pode não ser o suficiente na busca de um bom emprego. Independentemente do segmento desejado, aprofundar e especificar os conhecimentos aprendidos na graduação, além de fundamental, pode ser o diferencial de um bom currículo. O número de alunos inscritos em cursos de pós-graduação cresceu cerca de 10% ao ano no período de 1995 a 2006. Para o curso de mestrado, em 2005, foram 38.807 alunos inscritos. Já em doutorado, 9.723. Tais dados, integram a pesquisa realizada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e mostram a crescente preocupação dos estudantes com a carreira profissional.

Crédito: Rúbia Ribeiro

Para Gilberto, todo aluno deveria passar por um curso de especialização antes do mestrado. Já Rosangela diz que formação específica enriquece o currículo

Para a coordenadora do curso de pós na área de saúde da Estácio, Rosangela Boigues, a capacitação dos alunos é um ponto extra que se ganha em processos de seleção.

– Os cursos de graduação estão cada vez mais acessíveis. Hoje, é pré-requisito ter pós. Em concursos públicos, por exemplo, existe a prova de títulos. Ter um título conta pontos e, quanto mais, melhor. O salário é diferenciado- explica Rosangela.——-

Ter conhecimento acadêmico da área é um ponto importante, garante o coordenador da área tecnológica da Estácio, Gilberto Lucas.

– Não é obrigatório o aluno passar por um curso de especialização para alcançar o mestrado, mas é interessante. Na especialização há um equilíbrio entre o lado acadêmico e mercadológico – explica.

Foi essa ampliação do olhar acadêmico que a jornalista Mariana Dantas, 25 anos, encontrou na pós-graduação. Formada em 2003 e trabalhando na área de cultura, Mariana resolveu fazer uma especialização para melhorar o currículo. Com conclusão da especialização em jornalismo cultural, feita na Uerj, prevista para o meio deste ano, a jovem já planeja ingressarem um novo curso, de História do Brasil.

– O curso de pós é muito importante para mim, pois engloba questões mais profundas do que na graduação. Muita coisa eu não conhecia. E o curso também ajuda a criar um bom nível de crítica, me sinto mais preparada com a pós – garante a aluna.

No entanto, o fato de ter uma pós-graduação nem sempre é garantia de emprego. Segundo a gerente de educação coorporativa da Xerox do Brasil, Rosane Galvão, ter pós é um bom adicional, mas, se o aluno não souber pôr em prática todo o conteúdo aprendido, o curso pode não valer o investimento.

– O ideal não é ter duas ou três MBAs, mas saber aplicar todo o conteúdo aprendido. O aluno deve conseguir fazer um elo de ligação entre o conteúdo estudado e os casos da empresa. Só assim ele consegue ser um profissional de sucesso. Já tivemos profissionais com mais de uma pós que tinham rendimento abaixo dos que não fizeram pós.

A definição dos cursos de lato sensu e stricto sensu podem embaralhar a cabeça de qualquer um. Entenda cada no site www.jornaldaestacio.com.br.

Saiba Mais:

CAPES

A Coordenação de Aperfeiçoamento dePessoal de Nível Superior (Capes) possui programa de bolsas para cursos de pós graduação no segmento stricto  sensu. São oferecidas oportunidades dentro e fora do país. No site da fundação (www.capes.gov.br) ainda é possível encontrar quais cursos da categoria são recomenda dos pelo MEC.

BOLSA

Sob coordenação da Fundação Carlos Chagas são oferecidas bolsas dé mestrado e doutorado a candidatos negros e indígenas nascidos nas regiões Norte, Nordeste ou Centro-Oeste ou ainda provenientes de famílias que tiveram poucas oportunidades econômicas e educacionais. São oferecidas 40 bolsas de mestrado (por até 24 meses) e de doutorado (por até 36 meses) para cursos no Brasil e no exterior. As inscrições vão até 21 de maio. Mais informações no site www.programabolsa.org.br

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Tese – Trabalho com conteúdo inédito feito pelo aluno.

Dissertação– Aprofundamento de um trabalho já começado.

¤ Esta matéria foi publicada no Jornal da Estácio em abril de 2007. Texto de Fernanda Mourão.
Anúncios

Acções

Informação

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: